Receitafone será desativado a partir desta segunda

23 mar, 2020 | Notícias Tributárias | 0 Comentários

O serviço telefônico da Receita Federal, disponibilizado ao cidadão de forma eletrônica – sem contato humano, por meio do 146, será desativado a partir desta segunda-feira, 23, quando vencerá o contrato com a Operadora.

Atualmente, estão disponíveis os seguintes serviços no 146:

– Consulta Restituição do Imposto de Renda
– Consulta CPF

Esses serviços estão disponíveis também via Internet, no site da Receita Federal e por meio do APP Pessoa Física, conforme detalhado abaixo:

Consulta Restituição do Imposto de Renda

Consulta pública:
https://servicos.receita.fazenda.gov.br/Servicos/ConsRest/Atual.app/paginas/index.asp

No APP Pessoa Física:
http://receita.economia.gov.br/programas-para-download/dispositivos-moveis/app-pessoa-fisica

Consulta CPF

Consulta pública:
https://servicos.receita.fazenda.gov.br/Servicos/CPF/ConsultaSituacao/ConsultaPublica.asp

No APP Pessoa Física:
http://receita.economia.gov.br/programas-para-download/dispositivos-moveis/app-pessoa-fisica

ReceitaFone

ReceitaFone é o serviço telefônico da Receita Federal e da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional – PGFN, disponibilizado ao cidadão por meio do 146, para ligações realizadas no Brasil, ou (+) (55) (11) 3003 0146 para chamadas originadas do exterior, em duas formas:

a) eletrônica: serviço e/ou informações obtidas eletronicamente, sem contato humano.
b) personalizado: atendimento humano realizado pelos atendentes do call center.

O serviço do 146 está disponível essencialmente para o contribuinte pessoa física, exceto o agendamento de serviços e informações da PGFN que pode ser utilizado também por pessoa jurídica.

Fonte: Receita Federal do Brasil

Curso Gestão Tributária de Contratos e Convênios

Participe do Curso Gestão Tributária, o evento mais completo do mercado acerca da incidência do INSS, IRRF, CSLL, PIS/Pasep, Cofins e ISS na fonte. É o único com carga horária de 24 horas-aula distribuídas ao longo de três dias consecutivos.

Publicações recentes

as-retencoes-do-ir-e-contribuicoes-sociais-devem-ser-informadas-na-efd-reinf

#212: As retenções do IR e Contribuições Sociais devem ser informadas na EFD-Reinf?

A EFD-Reinf é a obrigação acessória que coleta informações de tomadores e prestadores de serviços em (…)

o-modelo-de-apuracao-nacional-e-o-projeto-de-padronizacao-da-nf-e

#211: O modelo de apuração nacional e o projeto de padronização da NF-e

O Projeto NFS-e Padrão Nacional tem demonstrado ser um projeto promissor, que irá facilitar muito o dia a dia de (…)

qual-a-interpretacao-do-stj-sobre-o-estabelecimento-prestador

#210: Qual a interpretação do STJ sobre o estabelecimento prestador?

O Superior Tribunal de Justiça, ao longo dos anos, evoluiu o seu entendimento acerca do local de incidênca (…)

Quando-realizar-a-gestão-tributária-de-contratos

#209: Quando realizar a gestão tributária de contratos?

Muitas empresas privadas e entidades públicas normalmente apenas realizam a análise tributária do (…)

Arquivos

Posts relacionados

Seu comentário é bem-vindo!

Adicione seu comentário ou deixe sua pergunta.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X