0800 888 1482 [email protected]

      Como fica o IR Fonte no eSocial, na EFD-Reinf e na DCTFWeb?

      22 mar, 2019 | IRRF, Vídeos | 0 Comentários

      IR Fonte: A confusão em torno do tratamento do Imposto de Renda Retido na Fonte – IRRF no eSocial, na EFD-Reinf e na DCTFWeb tem deixado muita gente preocupada.

      De fato, apesar de haver vários tributos e fatos geradores a serem declarados nessas novas obrigações acessórias, acredito que é em relação ao IRRF que temos a maior dificuldade de entender onde e quando tudo se encaixa.

      É por isso que neste vídeo nós utilizamos de um exemplo hipotético na seção “E na prática?”, apresentando quatro fatos geradores diferentes do IR Fonte, explicando na sequência o tratamento de cada um.

      Caso você queira receber conteúdos exclusivos em primeira mão publicados no Foco Tributárioassine nossa lista.

      Para receber mais conteúdos sobre a temática tributária, solicite também a inclusão de seu telefone em nossa lista do Whats App (+55 71 9 9385-2662).

      Curso Gestão Tributária de Contratos e Convênios

      Participe do Curso Gestão Tributária, o evento mais completo do mercado acerca da incidência do INSS, IRRF, CSLL, PIS/Pasep, Cofins e ISS na fonte. É o único com carga horária de 24 horas-aula distribuídas ao longo de três dias consecutivos.

      Publicações recentes

      Featured Video Play Icon

      A DIRF ainda terá que ser entregue em 2025? Alteração importante!

      O adiamento da DIRF 2024 gera diversas implicações. A primeira e mais importante é que esse fato não indica uma flexibilização (…)

      Featured Video Play Icon

      IRRF na DCTFWeb: Veja como preencher e enviar o evento R-4020!

      Com o foco no evento R-4020 que diz respeito aos rendimentos pagos ou creditados a pessoas jurídicas, é imprescindível ter uma visão (…)

      Featured Video Play Icon

      2 requisitos que determinam se incide ou não INSS na cessão de mão de obra ou empreitada

      Entender se incide ou não INSS sobre determinadas operações é extremamente relevante no contexto jurídico e tributário brasileiro (…)

      Arquivos

      Posts relacionados

      Seu comentário é bem-vindo!

      Adicione seu comentário ou deixe sua pergunta.

      0 comentários

      Enviar um comentário

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *