#237: Diferença fundamental entre o fato gerador da retenção do IR e das Contribuições Sociais

24 abr, 2020 | IRRF, Vídeos | 0 Comentários

Vídeo #237 de 365 publicações ao longo do ano!

Um aspecto interessante quanto à retenção do Imposto de Renda e das Contribuições Sociais nos pagamentos à pessoas jurídicas por entes e empresas não federais, consiste na diferença entre o momento de ocorrência do fato gerador dessas obrigações.

Isso porque, enquanto o fato gerador do IRRF é o pagamento ou crédito, o que ocorre primeiro, no caso das Contribuições Sociais, o fato gerador é tão somente o momento do pagamento.

No entanto, será que a fonte pagadora para fins de controle ou praticidade poderia alinhar os fatos geradores? Confira a resposta no vídeo de hoje, através da explicação do professor Alexandre Marques!

Participe do Workshop Online promovido pelo Foco Tributário “Retenções Tributárias dos Optantes do Simples Nacional”, que ocorrerá nos dias 4 a 8 de maio de 2020! Para participar, inscreva-se em nossa lista acessando o blog do Foco Tributário. Nós iremos te enviar o link de acesso para o e-mail cadastrado. Aproveite, o evento é 100% online e gratuito!

Para entrar em contato conosco e tirar dúvidas, envie um e-mail para: [email protected]

Se quiser receber os conteúdos diretamente em seu celular, envie uma solicitação para nosso WhatsApp: +55 71 9 9385-2662.

Publicações recentes

Modelo-blogs

CERCA DE 12 MIL EMPRESAS CONTÁBEIS DEVEM SER FISCALIZADAS

Cerca de 12 mil empresas devem ser fiscalizadas pelo Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo (CRCSP) para verificar a existência de registro da atividade contábil.

mei-podera-emitir-nf

MEI poderá emitir NF a partir de janeiro de 2023

ara quem é atualmente MEI e é prestador de serviço, será possível emitir uma Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NDF-e) através do Portal do Simples Nacional

imposto-de-renda

Receita paga neste mês o 4º lote de restituição do Imposto de Renda; quem recebe?

A restituição do Imposto de Renda (IR) foi dividida em cinco lotes. Três deles já foram pagos pela Receita Federal. O quatro lote ficará disponível em 31 de agosto.

Arquivos

Posts relacionados

Seu comentário é bem-vindo!

Adicione seu comentário ou deixe sua pergunta.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.