Receita Federal adverte sobre planejamento tributário indevido

6 out, 2017 | Gestão Tributária | 0 Comentários

Receita Federal publicou há poucos dias a Solução de Consulta Cosit nº 429, de 13 de setembro de 2017, na qual deixou consignado sua censura expressa a prática que já identificamos entre diversos empresários, especialmente profissionais liberais. Estamos nos referido ao fracionamento de receitas oriundas da atividade profissional, de modo a tributar parte como pessoa física e outra parte como pessoa jurídica.

A ideia parte da premissa de que o profissional liberal pode deduzir como despesas em seu Livro Caixa os custos mais pesados que tem com sua estrutura de trabalho, tais como aluguel da sala, folha de salários, energia elétrica, insumos, dentre outros. Como seu Imposto de Renda Pessoa Física – IRPF é calculado sobre o rendimento líquido, muitas vezes ele consegue ficar num patamar relativamente baixo de incidência do IR.

Continue lendo no blog Foco Tributário →

Publicações recentes

Diferenças entre subcontratação de serviços e intermediação de negócios

  Subcontratação de serviços e intermediação de negócios -...
aliquota-iss-simples-nacional

A alíquota do ISS do optante do Simples Nacional pode ser inferior a 2%?

  Alíquota do ISS do optante do Simples Nacional - De...
IRPJ-no-Lucro-Presumido-calculo

IRPJ no Lucro Presumido para construção civil: quando a base de cálculo é de 8%

O regime de tributação denominado Lucro Presumido abrange os tributos federais que têm como fato gerador o lucro, dentre eles o Imposto de Renda…

eventos-esocial

Mudança no prazo de envio dos eventos do eSocial

Os prazos de envio dos eventos do eSocial foram definidos no Manual de Orientação do eSocial – MOS e, ao que se percebe, como regra geral, eles devem ser transmitidos até o dia 07…

equiparação-serviços-detetização

Implicações da equiparação dos serviços de dedetização a serviços de limpeza

A equiparação das atividades de dedetização e imunização de pragas aos serviços limpeza, para fins de retenção previdenciária, é questão já pacificada há algum tempo, mas o cenário nem sempre foi assim.

Posts relacionados

ASSISTA AO NOVO VÍDEO

Destrave o vídeo com o seu e-mail

Nunca usaremos o seu endereço  de e-mail para spam

OBRIGADO POR ENVIAR!!