O que muda no Simples Nacional para a área de saúde a partir de 2018?

24 nov, 2017 | Simples Nacional | 0 Comentários

Lei Complementar nº 123/2006 sofreu alterações promovidas ainda em 2016, pela LC 155, mas que passam a gerar efeitos a partir de 2018.

Dentre as principais mudanças temos o aumento do limite de faturamento para R$ 4,8 milhões e também a alteração na forma de cálculo dos tributos, o que já foi explicado aqui em outro vídeo (confira em Como fica a alíquota do Simples Nacional a partir de 2018?).

Assista o vídeo completo no blog Foco Tributário →

Publicações recentes

#50: Contratos com diversos objetos executados por optantes do Simples Nacional

É comum que órgãos públicos, ao realizarem licitações, englobem em um único contrato diversos serviços (…)

provedor-de-internet-iss-ou-icms2

#49: Provedor de internet: ISS ou ICMS?

O tratamento acerca da tributação dos provedores de internet envolve uma polêmica bastante (…)

adiantamentos-e-pagamentos-acumulados

#48: Diferença entre o IRRF nos adiantamentos e nos pagamentos acumulados

O Regulamento do Imposto de Renda (Decreto nº 9.580/2018), ao dispor sobre o IRRF de pessoas (…)

servicos-prestados-por-MEI

#47: Quando incide patronal sobre serviços prestados por MEI?

Quando uma empresa ou entidade pública contrata um Microempreendedor Individual – MEI para prestar (…)

nova-alteracao-na-efd-reinf

#46: Nova alteração na EFD-Reinf com impacto já para 2020

(…) Vamos falar de uma alteração recente na EFD-Reinf, que teve a versão 2.0 dos seus leiautes revogada.

Posts relacionados